Para a edição V103, nos juntamos com um medley dos nossos pioneiros do pop favoritos. Aqui, temos Carly Rae Jepsen, que acaba de lançar a sequência de seu álbum aclamado ‘Emotion’, com uma parte dois.

Quem são seus ícones musicais?

“Icones” é uma palavra muito grande pra mim que eu levo muito à sério. Vocalmente, existem três mulheres que sempre estiveram presentes por mim: Sinéad O’Connor, Billie Holliday, e Fiest. Eu sei que são mulheres muito diferentes mas existe algo sobre cada uma delas que me marcou muito.

Quais artistas está ouvindo ultimamente?

Christine and the Queens está no topo da minha lista. Durante a turnê, os garotos da banda me introduziram à Leon Bridges. Estou muito apaixonada [o Freetown Sound, do Blood Orange], também.

Minha parte favorita de estar em turnê seria…

A família da turnê. Existe um sentimento familiar em turnê que é diferente daquele da família que você cresce junto.

Como descreveria o seu estilo?

Eu gosto de mantê-lo bem tranquilo, especialmente no mundo do estúdio, onde se tornou apenas shorts e camisetas. Quando estou no palco, eu gosto de brincar com a moda e sentir a teatricalidade da performance. Eu acho que ajuda quando você está vestindo algo que é um pouco mais selvagem.

Você se sente nervosa antes de subir no palco?

Sim. É algo esporádico, no entanto. Quando acontece, sempre mexe comigo um pouco, mas no bom sentido. De certa forma, acho que me apresento um pouco melhor quando estou nervosa.

A melhor coisa de ser uma performer é…

A conexão com a audiência. Há um momento pra mim em cada performance que eu sinto como se estivéssemos todos juntos. Acho que é por isso que tantas pessoas são capazes de se sentirem entendidas através da música e encontrar um assunto que possa criar esta conexão dessa forma em um espaço fechado. Pode ser muito mágico.

Emotion: Side B já está disponível pela Interscope.

Leia a entrevista original em inglês aqui.

Publicado por Douglas Vasquez
Deixe um comentário abaixo!